A ciência no Superbowl

Confira como a física está presente em uma partida de futebol americano

546
Postado: 1 de fevereiro, 2020
superbowl

A principal liga de futebol americano do mundo, a NFL, comemora 100 anos de existência. O fim da centésima temporada será na grande final conhecida como Superbowl. O evento, em sua 54º Edição, é uma das atrações mais assistidas do mundo, atrás apenas da Liga dos Campeões da Europa. Desse modo, como é a ciência do futebol americano?

superbowl

O futebol americano é, resumidamente, um esporte de conquista de território. Onde o time de ataque deve avançar, seja com passes ou corridas, até a endzone, decretando um touchdown. Enquanto isso, o time de defesa tem o trabalho de evitar com que o ataque marche no campo. Importante ressaltar que, nesse esporte, as unidades de comprimento são em jardas ao invés de metro.

O Superbowl LIV acontecerá no próximo dia 2 de fevereiro, com um duelo entre San Francisco 49ers e Kansas City Chiefs. O primeiro time, dominou durante a temporada regular exercendo um ataque que priorizava o jogo corrido. Matt Breida, running-back do 49ers, alcançou um máximo de 22 milhas por hora, equivalente a 35 km/h, jogada que você pode conferir clicando aqui.

Para um jogador que quase sempre corre carregando a bola, é necessário muito atleticismo de um running-back. É aqui que a aceleração torna-se fundamental, pois se o corredor não for rápido para acelerar, um defensor pode pará-lo antes do ponto inicial da jogada, em outras palavras, o ataque não avançaria.

Além da aceleração, a terceira lei de Newton é fundamental para o entendimento, pois ao correr, Breida empurra o chão com uma força e direção, enquanto o chão, por sua vez, o empurra de volta ocasionando na corrida.

Comandados pelo grande quarterback Patrick Mahomes, o Kansas City Chiefs é o segundo melhor time lançando a bola na liga. Os jogadores responsáveis em lançar a bola são conhecidos como quarterbacks. Além disso, estes jogadores são o “cérebro do ataque”, capazes de coordenar a cadência do time em campo.

Um passe de futebol americano é parecido com um lançamento de basquete pois ambos seguem uma trajetória parabólica, ou seja, a bola sai da mão do quarterback com velocidade e força para a realização desta ação. Geralmente, quarterbacks lançam a bola em pontos futuros, para que os recebedores possam pegá-la em velocidade e tentar alcançar a endzone para pontuar.

Um fator importante para um passe perfeito, é o espiral da bola. O espiral é a rotação da bola em seu eixo central, uma execução boa, faz com que a bola voe com mais velocidade e precisão para chegar em seu alvo. Ademais, as bolas de futebol americanos, por serem uma elipsoide, são mais achatadas, formando um “bico” que sofrendo ação de um espiral, conseguem diminuir a resistência do ar.

O futebol americano, assim como diversos entretenimentos que nos cercam, são marcados por lógicas científicas complexas. Isso faz com que o Superbowl seja bem interessante não apenas pelo lazer, mas pelo aprendizado que ele pode nos exemplificar.